TAIUIÁ

TAIUIÁ

TAIUIÁ
(Trianosperma ficcifolia, Trianosperma glandulosa, Trianosperma tayuya, Cayaponia tayuya).
 
 
FAMÍLIA: Cucurbitáceas.
 
OUTROS NOMES: Há vários tipos de taiuiás, denominados: Azougue-dos-pobres, ana-pimenta, caiapó, purga-de-gentio, fruta-de-gentio, purga-de-pai-joão, melão-de-são-caetano, abobrinha-do-mato, cabeça-de-negro, etc.
 
USO MEDICINAL: Paul Le Cointe diz, a respeito dos taiuiás, que a raiz tuberosa, amarela, purgativa, é empregada na hidropisia, opilação, prisão de ventre, amenorréia, epilepsia, lepra, sífilis, dermatoses; que as folhas são usadas, em cataplasmas, como detersivas das úlceras; que os frutos são depurativos eficazes na sífilis e nas dermatoses, fazendo desaparecer as dores no caso de reumatismo sifilítico.
         O Dr. J. Monteiro da Silva descreve, nas seguintes palavras os efeitos medicinais da raiz do taiuiá:
         “É um medicamento muito empregado no tratamento das dores de qualquer espécie. É um valioso remédio para o reumatismo agudo e crônico, articular ou poliarticular.
         “Tem ação calmante sobre as dores, e assim é indicado com êxito nas nevralgias diversas, ciáticas, etc.
         “É recomendado como anti-sifilítico.
         “A ação poderosa do taiuiá na sífilis, no reumatismo, nas dermatoses, torna-o um excelente medicamento, de grande valor e utilidade na prática médica.”
         Os taiuiás, segundo F. C. Hoehne, têm efeito enérgico contra as impurezas do sangue.

      Emprega-se especialmente a raiz dessas trepadeiras, por decocção, na dose de 10:1000. 


Programa Saúde Total

Levando informações aos ouvintes sobre saúde e qualidade de vida, valorizando os benefícios da natureza: ar puro, atividade física, água, luz solar, alimentação, repouso, abstinência e muito mais.